BlogdoAlaides.com.br

Mês: fevereiro 2021 Page 1 of 4

CRÔNICAS CURTAS – Profissionais da saúde linha de frente no combate ao Covid-19 chegam à exaustão

Assunto maçante

Sei que o assunto é maçante, ninguém mais aguenta ouvir falar em coronavírus. Só que não adianta querermos fugir dessa realidade que vivemos. O negócio é encararmos de frente e cada um fazer um sacrifíciozinho e sujeitar-se aos protocolos, sem aglomerações, sem reuniões, sem festas, sem praia, sem visitas, usar máscara e higienizar as mãos adequadamente. Se fizermos isso, associado à vacina que aos poucos vai sendo realizada, em poucos meses nos desvencilharemos do covid-19. É só termos vontade e persistência. Mas o objetivo da minha abordagem é dar a devida e justa ênfase ao trabalho das equipes linha de frente do combate ao coronavírus, profissionais que devem ser incentivados e reconhecidos pela população.

Ler mais

Confira as regras da bandeira preta no RS

A partir de sábado, todo o Rio Grande do Sul estará sob bandeira preta no modelo de distanciamento controlado. Com o cenário de colapso no sistema de saúde estadual, as regras mais restritivas irão valer ao menos até o outro domingo (07), em todas as regiões.

Ler mais

Duas regiões do RS superam 100% de ocupação em UTIs e médicos alertam para esgotamento

Outro problema enfrentado em alguns municípios tem sido o aumento no uso de leitos clínicos para o atendimento de pacientes, o que pode elevar ainda mais as internações nas unidades para casos graves.

O aumento na ocupação das unidades de terapia intensiva (UTIs) por doentes de covid-19 e outros pacientes nos últimos dias deixou muitas regiões do Rio Grande do Sul mais perto do risco de colapso no sistema de atendimento. O aumento da pressão sobre a rede hospitalar de diversos municípios e possíveis medidas capazes de afastar o risco imediato – e, em alguns casos, já real – de superlotação estão mobilizando prefeituras e órgãos de saúde no Estado.

 

Ler mais

Governo publica decreto que determina suspensão geral de atividades das 22h às 5h a partir deste sábado

O governo do Estado publicou, neste sábado (20/2), decreto que traz as definições sobre a suspensão geral de atividades entre 22h e 5h, todos os dias, a partir deste sábado (20). A medida valerá, pelo menos, até as 5h do dia 2 de março.

Diante da rápida piora dos indicadores que determinam a classificação das bandeiras do modelo de Distanciamento Controlado, que culminou em 11 regiões Covid em bandeira preta no mapa preliminar da 42ª rodada, o governador Eduardo Leite anunciou a suspensão geral de atividades nesta sexta-feira (19/2), em transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Ler mais

“Confio que as restrições da próxima semana encontrarão a consciência de cada gaúcho”, diz Leite em pronunciamento

Perto de completar um ano do primeiro caso de coronavírus, o Rio Grande do Sul vive o pior momento da pandemia. Na sexta-feira (19/2), o governo divulgou o mais grave mapa do Distanciamento Controlado até aqui, com 11 regiões em bandeira preta, o que significa 68% da nossa população em áreas classificadas como de risco altíssimo.

Diante disso, o governador Eduardo Leite assinou um decreto com medidas mais restritivas por 10 dias e divulgou um pronunciamento neste sábado (20/2), ressaltando a necessidade de colaboração de todos.

Ler mais

O que pode? Veja perguntas e respostas sobre a bandeira preta no RS

A coordenadora do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, Cynthia Molina Bastos, foi entrevistada na manhã deste sábado (20), na Rádio Gaúcha, para responder às principais dúvidas sobre o novo mapa do distanciamento controlado no Rio Grande do Sul. As restrições de atividades foram anunciadas na noite de sexta-feira (19), quando o mapa colocou 11 regiões do Estado em bandeira preta.

Conforme divulgado pelo governador Eduardo Leite, as atividades estão suspensas em locais públicos em todo o Estado entre as 22h e as 5h. A restrição vale deste sábado até 1º de março. O detalhamento da medida será publicado em decreto em edição extra do Diário Oficial do Estado.

 

Ler mais

Restrições no RS: o que vale para todo o Estado e o que é para as regiões em bandeira preta

No pior momento da pandemia do Rio Grande do Sul, de acordo com o governador Eduardo Leite, todo o Estado está sob alerta e, pela primeira vez, com atividades suspensas em locais públicos entre as 22h e às 5h. 

A medida vale para regiões classificadas no mapa do distanciamento controlado nas bandeiras vermelha e preta — por enquanto, para todo o Estado. A categorização preliminar aponta 11 regiões na cor preta, de altíssimo risco para coronavírus, e 10 na vermelha, de risco alto. As prefeituras podem recorrer, mas, segundo Leite,  a margem para solicitação de recursos pelas prefeituras é pequena.

As restrições de atividades noturnas devem valer entre o dia 20 de fevereiro — este sábado — e 1º de março. O detalhamento da medida será publicado em decreto em edição extra do Diário Oficial do Estado deste sábado.

 

Ler mais

RS tem 11 regiões em bandeira preta; governo restringe atividades entre 22h e 5h em todo o Estado

O governador Eduardo Leite anunciou, no início da noite desta sexta-feira (19), que onze regiões do RS estão em bandeira preta no mapa preliminar, incluindo Porto Alegre. O mapa definitivo deverá ser divulgado na segunda-feira (22) com validade a partir de terça (23), mas, segundo Leite, a margem para solicitação de recursos pelas prefeituras é pequena, devido ao agravamento do contágio e da transmissão do coronavírus no Estado. Por isso, o governo anunciou medidas emergenciais.

Uma das medidas adotadas pelo governo é a que suspende atividades gerais entre as 22h e 5h em todo o Estado, independente da bandeira vigente na região. A medida deve valer de 20 de fevereiro até 1º de março. Um decreto a ser publicado no sábado (20) deve detalhar a regra. O governador Eduardo Leite afirmou que não se trata de um toque de recolher.

 

Ler mais

O desafio do deputado bolsonarista

As eleições de 2018 deviam ser, assim pediram os eleitores nas urnas, a renovação da política. Havia o clamor por um novo patamar moral e cívico dos governantes e parlamentares eleitos. De fato, houve uma renovação do Congresso em porcentual inédito. No entanto, fica cada vez mais evidente que o bolsonarismo não apenas aproveitou esse anseio de uma nova política, como de alguma forma o atraiçoou, ao trazer para a política gente que não apenas ignora os fundamentos básicos do Estado Democrático de Direito, como descumpre também o Código Penal.

Ler mais

CRÔNICAS CURTAS – Serviço público (eficiência e qualidade) – Sangas e Nascentes carentes de preservação tendem a desaparecer

Serviços públicos

Há duas ou três décadas, ainda se via na entrada de algumas repartições públicas uma placa contendo a advertência: “Desacatar funcionário público no exercício da função ou em razão dela” é crime que pode levar à pena de detenção de seis meses a dois anos ou multa, de acordo com o artigo 331 do Código Penal. Olhando pelo lado da obviedade, uma advertência nesses termos logo na entrada de um local onde se prestam serviços públicos dá uma ideia da qualidade do atendimento que o cidadão está prestes a receber, que pode ser tão ruim a ponto de exasperá-lo. Evidentemente, casos extremos de má prestação de serviços públicos que levam o contribuinte a cometer o crime de desacato são raros, mas a percepção geral da população é que não há uma contrapartida compensatória do setor público à alta carga tributária que é paga pelo cidadão contribuinte. Não à toa, uma recente pesquisa do Instituto Idea Big Data, apurou que a maioria da população apoia uma política de avaliação de desempenho dos serviços públicos, além de mudanças nas regras de estabilidade no cargo.

Ler mais

Page 1 of 4

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén