A UGEIRM está convocando um Sirenaço, nesta quarta-feira (9) às 10 horas, para alertar a população em relação ao crescimento do número de mortes de Policiais Civis em decorrência da Covid-19. Em Porto Alegre, a direção do Sindicato estará em frente ao Palácio da Polícia e convoca os (as) demais policiais a realizar o Sirenaço em suas delegacias de origem, respeitando todos os protocolos de segurança em relação à Covid-19.

Exatamente às 10 horas, as sirenes das viaturas policiais serão ligadas durante 3 minutos, como forma de chamar a atenção da população e homenagear todos os policiais que morreram em decorrência da Covid-19. A direção da UGEIRM recomenda que sejam feitas imagens do Sirenaço e enviadas para o whatsapp 51 99766.0396.

Políticas de proteção dos Policiais precisam ser revistas urgentemente

Somente nesta semana, foram registradas três mortes de Servidores da Polícia Civil, vítimas da Covid-19. No domingo (7) faleceu o Escrivão de Polícia Marcondes Souza Chagas e na segunda-feira (8) registramos duas mortes, do ex-Chefe de Polícia, Delegado Luiz Fernando Tubino, e do dirigente da UGEIRM, Comissário Luiz Henrique Lamadril. Desde o início da Pandemia, registramos também a morte do Comissário Alan Denis de Mendonça, do Escrivão Amarildo Vieira e do Escrivão Luiz Gustavo Costa. Na última sexta-feira (5), tínhamos mais de 80 policiais civis com teste positivo para Covid-19. Esses casos e essas mortes, demonstram que estamos em um novo momento da Pandemia e é preciso, urgentemente, intensificar as políticas de proteção dos Policiais Civis.

É preciso que seja retomada, de forma rigorosa, as políticas de distanciamento social nas Delegacias, com a exigência que a população utilize máscaras e mantenha o distanciamento recomendado, além da restrição no número de pessoas dentro das Delegacias. É preciso que o revezamento seja retomado em todas as Delegacias e não apenas como uma recomendação aos Delegados. É preciso que a política de proteção aos Policiais seja centralizada na Chefia de Polícia, sem a possibilidade de cada Delegacia determinar suas regras. O momento é extremamente grave para toda a população, como já demonstrado pelo próprio governador Eduardo Leite, ao acabar com o sistema de gestão compartilhada. Nesse momento, a Chefia de Polícia precisa ser rigorosa e exigir que todas as regras sejam seguidas em todas as Delegacias.

Governo precisa começar vacinação de policiais imediatamente

Os policiais só estarão protegidos, quando for realizada a vacinação de toda a categoria. Enquanto isso não acontecer, continuaremos convivendo com a notícia da morte de colegas, contaminados durante o cumprimento do seu dever. O Governo do estado precisa determinar, imediatamente, os servidores da segurança pública como prioridade na vacinação contra a Covid-19. Não faz sentido, trabalhadores que estão diariamente expostos ao risco de contágio, devido a sua atividade, estarem no fim da fila de vacinação. Não se trata apenas de proteger trabalhadores que estão garantindo a segurança da população, mas também de uma política para evitar a circulação do vírus.

O presidente da UGEIRM, Isaac Ortiz, convoca todos os policiais a prestarem essa homenagem aos colegas mortos pela Covid-19. “A dor da perda de um companheiro e amigo, como a que sentimos nesses últimos dias, é imensa. Porém, não podemos ficar parados, sob o risco de termos que lamentar mais mortes. Em respeito aos que perderam sua vida, temos que nos manifestar. Amanhã, temos que ligar as sirenes das nossas viaturas, mostrando para a população que estamos diariamente nos expondo para garantir a segurança deles. Se os colegas estivessem vivos, com certeza seria isso que eles estariam fazendo!”