O viés do espetáculo, na CPI da Pandemia, acabou provocando uma grave crise com os militares, que reagiram indignados a uma declaração do presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), que parece ter sido desenterrada dos seus tempos de militância no PCdoB. “Fazia muitos anos que o Brasil não via membros do lado podre das Forças Armadas envolvidos com falcatrua dentro do governo”, disse ele, baseado em suspeitas. Os chefes militares estão revoltados com a generalização.

Ataque às instituições
A nota oficial adverte: “As Forças Armadas não aceitarão qualquer ataque leviano às instituições” que defendem a democracia e a liberdade.

‘Vil, leviano, irresponsável’
Os chefes militares avaliam que Aziz atacou as Forças Armadas “de forma vil e leviana”, além “grave, infundada e, sobretudo, irresponsável”.

Pedala, Pacheco
Líderes de várias tendências pediram ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que assuma o controle para impedir o agravamento da crise.

Tom de advertência
A nota, em tom grave, é assinada pelo ministro da Defesa, general Braga Netto, e pelos comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica.

Prefeito de Maceió, JHC lidera para governador
Levantamento realizado pelo Paraná Pesquisas em Alagoas mostra uma sólida liderança do prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (PSB), o JHC, nas preferências do eleitorado para governador do Estado. De acordo com a pesquisa, JHC tem 46% das intenções de voto dos alagoanos, muito à frente do candidato do clã Calheiros, Alfredo Gaspar (MDB), que soma 29,8%. Em 3º aparece Maurício Quintela, com 2,7%. Foram entrevistados 806 eleitores entre os dias 1º e 5 deste mês.

Outro cenário
As chances de Alfredo Gaspar melhoram em outro cenário, com JHC fora da disputa. Ele somaria 40,1% e Rodrigo Cunha (PSDB) 27%.

Opções secundárias
No cenário sem FHC e com Rodrigo Cunha, o ex-ministro Quintella sobe para 3,6% e Renato do Pilar aparece em 4º, com 2,7%.

Delegado surpreende
O deputado bolsonarista Delegado Fabio Costa surpreende na disputa para senador: com 28,8%, está à frente de Renan Filho, que tem 26,1%.

Ritmo forte
Assim como esta coluna estimou ontem, os profissionais de Saúde brasileiros imunizaram, até esta quarta (7), mais de 80 milhões de pessoas (80,722,726), cerca de 51% da população vacinável.

Encontros
Só quem não conhece a “corte” de Brasília estranha encontros em restaurantes onde ministros, políticos, servidores e jornalistas têm até mesas cativas. E são abordados por vigaristas, corretores de terrenos na Lua, “mordedores” de oportunidades e chatos. É só saber se livrar deles

Nem te conto
Certa vez, palestrando em São Paulo, o cientista político Paulo Kramer foi cobrado: “Vocês de Brasília (pessoas como ele, políticos, jornalistas etc.) “não contam nem 10% do que sabem”. Kramer respondeu: “É que, se eu contasse os outros 90%, ninguém acreditaria…”

Sem gritaria
O Ministério da Saúde confirmou ontem (7) ao site Diário do Poder que dos quase 26 mil testes RT-CR realizados nos jogadores, comissões e terceirizados da Copa América, só 168 deram positivo. O resultado de 0,65% de positividade é oito vezes melhor que o exigido pela OMS.

Freud explica
O presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz (PDD-AM), ao mandar prender Roberto Ferreira Dias, disse que ele estava “detido pela Presidência do Senado (sic)” e aí corrigiu: “pela presidência da CPI”.

Podemos cresce
Continua crescendo no Senado o partido Podemos, que tem em Álvaro Dias (PR) uma de suas estrelas. Os senadores Carlos Viana (PSD-MG) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE) podem ser os novos filiados à legenda.

Interesse indiano
Em reunião com o presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, Aécio Neves, o embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy, enfatizou o interesse do seu país em cooperar com o Brasil em biocombustíveis, mercado que deve chegar a US$ 10 bilhões, em 5 anos.

Mandaram bem
A Associação Brasileira das Empresas Aéreas divulgou que companhias privadas e a Força Aérea já transportaram, gratuitamente, mais de 80 milhões de doses de vacinas, 7,5 mil profissionais de saúde, EPIs etc.

Pensando bem…
… não precisa de guarda, juiz, promotor ou delegado. Tem CPI.

PODER SEM PUDOR

Amnésia suspeita
Francisco Marques Carioca, o segurança que sacou R$ 1 milhão da Skymaster, alegou súbita amnésia para indicar do paradeiro da dinheirama, na CPI dos Correios de 2005, que investigava corrupção no governo Lula: “Eu não capito.” O deputado José Eduardo Cardoso (PT-SP), subrelator da comissão, na época um crítico da roubalheira, reagiu em cima da bucha, cogitando prender o desmemoriado: “É melhor o senhor captar…”

Com André Brito e Tiago Vasconcelos