A autoliquidação da Cotrijuí será votada no dia 27 de setembro, sábado,em assembleia na cidade de Chiapetta.

 

Sex, 19 de setembro de 2014

 

Presidente Vanderlei Ribeiro Fragoso (foto) explicou o que é a autoliquidação que será votada em assembleia geral extraordinária no próximo dia 27, em Chiapetta. Veja abaixo imagens ampliadas e ouça entrevista com o presidente Vanderlei Fragoso e associado Iriné Roberto..Fotos: Portal ijui.com.


O presidente da Cotrijuí, Vanderlei Fragoso esteve no ijui.com para sanar as dúvidas sobre o processo de autoliquidação da cooperativa, que será votado no dia 27 de setembro, sábado, às 7h, no Ginásio de Esportes de Chiapetta. Podem votar os associados que efetivaram seus depósitos na cooperativa até o dia 31 de dezembro de 2013, totalizando 2.253 associados.

Fragoso explica que depois da auditoria realizada na Cotrijuí após a atual diretoria assumir a gestão foram levantados os valores reais da dívida. “Quando assumimos pelos relatórios da gestão anterior tínhamos cerca de R$ 300 milhões, mas a auditoria apontou dívidas na casa de R$ 1,2 bilhões e assim precisamos tomar medidas necessárias para a reestruturação da cooperativa’, explica o presidente da Cotrijui.

O presidente elencou bancos, credores e multinacionais como os principais focos das dívidas da Cotrijuí. Salientou que 33% do valor total da dívida são oriundos de créditos tributários.

Fragoso explica que esta é a terceira etapa do plano de reestruturação da cooperativa, sendo que a primeira foi a redução de custos no montante de R$ 40 mi ao ano, a segunda etapa foi a carteira dos associados, com a criação dos armazéns gerais e agora vem a autoliquidação.

A ação também tem como objetivo manter o patrimônio da cooperativa, já que está previsto para o dia 1º de outubro o leilão da unidade de Chiapetta, com a aprovação da autoliquidação será possível suspender o leilão. Na sequência também há previsão do leilão da agroindústria de Ijuí. Fragoso explicou que a dívida que levou ao leilão da unidade de Chiapetta é de 1991, surgiu como um empréstimo de R$ 1,7 mi e está em 65 milhões. Também acusou as administrações anteriores de não terem feito nenhuma ação de negociação para evitar a ação extrema.

Sobre a escolha do local para a realização da assembleia, Fragoso afirmou que é um momento de prestar apoio à unidade de Chiapetta, que está sendo alvo deste leilão e que não seria justo realizar uma assembleia em Ijuí, quando é Chiapetta que precisa de apoio.

Questionado sobre o caminho semelhante já trilhado por outras cooperativas da região que encontraram na autoliquidação uma alternativa de reorganização financeira, o presidente da Cotrijuí afirmou que estas cooperativas co-irmãs são um exemplo, ainda mais quando tanta Cotrisa quanto Cotrimaio trazem exemplos positivos depois da decisão de autoliquidar.

Outras cooperativas da região já trilharam este caminho e até o momento estão se reerguendo e tendo uma sobrevida. O liquidante Silceu Dalberto garantiu que a Cotrimaio está conseguindo recuperar a credibilidade no mercado de grãos e já começa a despertar o interesse de grandes investidores. O objetivo da cooperativa é fechar parceria para impulsionar os negócios de armazenamento e venda de grãos.

 

Iriné Roberto se emociona ao relembrar sua história com a Cotrijuí

 

O associado da Cotrijuí Iriné Roberto deu um depoimento emocionado de apoio ao atual presidente Vanderlei Fragoso e a atitude de autoliquidar a Cotrijuí.

Ele relembrou que desde garoto ouvia o pai falar que a criação da Cotrijuí viria colaborar com os agricultores. “Quando nasceu a Cotrijuí era um sonho de meu pai se concretizando como produtor, era uma maneira de sairmos do abismo para uma vida nova, mas minha primeira tristeza foi perceber que os administradores tinham uma mentalidade diferente, não igual a do pessoal de fora”, afirma Roberto.

Ele relata que viu o sonho de seu pai terminar com as inúmeras tentativas de modificar o pensamento e as ações da então diretoria da cooperativa sem sucesso. “Foram cortando a nossa própria carne e isso não tem fundamento, me retirei e me senti um soldado derrotado”.

“Hoje tenho ânimo para iniciar de novo, vejo que o produtor está resgardado, que a união da força de um graveto se quebra, mas quando são vários gravetos não é fácil de quebrar”.

 

 

 

Ouça a convocação para a Assembleia extraordinária da Cotrijui – Clique aqui.

 

Leia também – Clique na manchete.

 

Assembleia da Cotrijui deve definir liquidação voluntária

 

Dependências da Cotrijui de Chiapetta serão leiloadas dia 1º de outubro

 

COTRIJUI: Diretoria convoca Assembleia Geral Extraordinária

 

Veja imagens ampliadas:

 

Iriné Roberto apóia a autoliquidação como medida de reestruturação da Cotrijuí 

O associado da Cotrijuí, Iriné Roberto; o diretor administrativo Paulo Roberto de Medeiros e o presidente Vanderlei Fragoso.

Paulo Roberto de Medeiros e Vanderlei Fragoso durante entrevista ao Portal Ijui.com