Chefe do executivo de Lavras do Sul teria dado um soco na mulher em uma festa

O prefeito de Lavras do Sul, Alfredo Borges (PP), envolveu-se em uma briga na noite deste sábado. Conforme o inspetor Dorotel Filho, da Polícia Civil da cidade, o fato teria ocorrido por volta das 22h, no bar Telúrica, no Centro. 



De acordo com a ocorrência policial registrada pela Brigada Militar na delegacia, o chefe do Executivo teria agredido uma professora com um soco. A vítima ligou para a Brigada Militar pelo 190 pedindo escolta para ser retirada do local porque estaria com medo.

Uma guarnição da BM foi até o bar e retirou a mulher do estabelecimento comercial. Segundo consta em ocorrência, aconselhada por um advogado, a professora não quis fazer o registro da agressão, mas teria se comprometido a fazê-lo na segunda-feira.

O fato teria acabado por aí se não fosse outra confusão. Conforme a ocorrência, após a retirada da mulher, o prefeito teria entrado em confronto com os policiais militares e iniciado um tumulto. Borges e outras duas pessoas que estariam com ele teriam agredido fisicamente um soldado da guarnição.

A agressão foi confirmada ontem pelo comandante da Brigada Militar na cidade, sargento Ruas. O pronto-socorro da Fundação Hospitalar Honor Teixeira da Costa, onde o policial foi atendido, também confirma que ele sofreu escoriações no joelho e hematomas no rosto.

De acordo com o inspetor da Polícia Civil, os três policiais militares que atenderam a ocorrência, o prefeito e duas outras pessoas foram encaminhadas à delegacia, onde foi feito o registro. Após a assinatura de um termo de compromisso de comparecimento de todos à Justiça, os envolvidos foram liberados.

Contatado na tarde deste domingo, o prefeito disse ao Diário que não irá comentar o fato.