BM diz que ele não estava em atividade no momento do crime.

Motivo para disparos ainda é desconhecido; policial já respondeu a IPM.

 

Do G1 RS

Suspeito de envolvimento no assassinato de dois jovens durante uma festa em Rolante, na Região do Vale do Paranhana, no Rio Grande do Sul, um policial militar foi preso neste sábado (10) e levado até uma carceragem em Porto Alegre. O crime ocorreu por volta das 3h30 em um bar no centro da cidade, onde as vítimas, de 16 e 23 anos, foram atingidas por disparos.

Procurado pelo G1, o comando da Brigada Militar no município informou que o PM não estaria em atividade policial no momento em que os tiros foram efetuados e estava sem a farda da corporação. "Ele preferiu exercer o direito de só falar em juízo. Não quis declarar nada e será ouvido no Inquérito Policial Militar {IPM]", disse o comandante do 2ª Companhia da BM em Rolante, capitão Delamar Flebbe.

Segundo a polícia, um dos jovens morreu no local e o outro chegou a ser encaminhado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Ambos não possuíam antecedentes criminais. Já o PM preso, conforme Flebbe, já foi alvo de um IPM quando atuava em outro município. O motivo, porém, não foi confirmado.

Um novo inquérito contra o policial deve se instaurado na segunda-feira (12), destacou o comandante da unidade onde ele atuava. "Temos que apurar. Ainda não é possível fazer qualquer avaliação sobre o que ocorreu", afirmou o capitão da BM.