“A transparência nos atos é uma obrigação de todo o homem público, porque é para a sociedade que devemos servir”.

Prestigiadíssimo em seu evento intitulado “Prestação de Contas do Mandato”, levado a efeito no último sábado (11), na Estância de Rodeios Nerci Liberato da Conceição, em Santo Augusto, o deputado federal Jerônimo Goergen, do Partido Progressista, recebeu a presença e o abraço de mais de duas mil pessoas, entre correligionários políticos (vereadores, prefeitos, vice-prefeitos, secretários municipais, dirigentes partidários, militantes políticos, admiradores), não só de seu partido, mas de diversas siglas partidárias, vindas de 218 municípios gaúchos, desde as mais próximas até às mais longínquas cidades de todas as regiões do Rio Grande do Sul. Presentes, também, o presidente estadual do Partido Progressista, Celso Bernardi, e o pré-candidato a governador, deputado federal Luis Carlos Heinze.

Falando ao jornal O Celeiro e ao Blog, num sucinto relato sobre o sucesso do evento, Jerônimo com alegria transbordante disse que foi “simplesmente incrível” reunir em sua prestação de contas mais de duas mil pessoas, centenas de prefeitos, vices, secretários municipais e vereadores vindos de mais de 200 municípios gaúchos, destacando a comunidade local e regional que também atendeu ao convite e participou em peso. Ele avalia como extremamente positivo o resultado do evento, considerando que num momento tão difícil como o atual, de se falar em política, fazer uma prestação de contas com tantas pessoas reunidas é uma prova de reconhecimento de um trabalho de anos que cumpre seu papel, é motivo de orgulho, disse. Entendo que os políticos não têm que fugir ou se esconder do povo, pelo contrário, temos que estar com o povo mesmo que para sermos cobrados, e é isso que eu faço, acrescentou o parlamentar.

Para a realização de evento dessa magnitude depende de muito trabalho e organização. Nesse sentido, Jerônimo agradece a sua equipe, ao Partido Progressista de Santo Augusto na pessoa do presidente Marcelo Both; ao CTG Pompilio Silva que cedeu o espaço, enfim, a todos pelo carinho.

Jerônimo prestigiado pelo pré-candidato ao governo do Estado, Luis Carlos Heinze, e pelo presidente estadual do PP, Celso Bernardi

O deputado Jerônimo Goergen que por dois anos e meio, desde 9 de março de 2015, amargou  uma investigação quando teve seu nome incluído na lista de investigados da Procuradoria Geral da República, como suspeito de envolvimento nos crimes investigados pela operação Lava Jato, foi às lágrimas durante entrevista coletiva naquela ocasião, porém, sempre alegando inocência. E realmente, sua inocência foi reconhecida pela investigação quando, em 5 de setembro deste ano, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot “arquivou” o processo em que Goergen era investigado, ligado ao “inquérito mãe” da Lava Jato.

Contudo, a notícia do arquivamento não o surpreendeu como ocorreu quando viu seu nome na lista, em 2015. Por isso, agora não chorou. Tinha certeza que, quanto mais a fundo fossem na investigação, mais tranquilo eu ficaria, sustentou o deputado.

Assim, estamos completando um novo ciclo, disse o parlamentar. E acrescentou: O Brasil vive um momento histórico que vai exigir de todos nós muito trabalho e responsabilidade. E precisamos começar dentro de nossas casas, em nossos municípios, mobilizando todas as comunidades. A transparência nos atos é uma obrigação de todo o homem público, porque é para a sociedade que devemos servir.

Na prestação de contas apresentada, o deputado Jerônimo Goergen relaciona alguns pontos importantes e abrangentes, como a PEC por ele apresentada e que muda o sistema de destinação das emendas parlamentares. Pela proposta, os recursos provenientes das emendas individuais a que cada deputado e senador têm direito, seriam incorporados ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e distribuídos proporcionalmente conforme as regras de distribuição próprio do FPM, sem a necessidade das constantes viagens de prefeitos a Brasília. Acredito ser este o melhor formato para divisão dos recursos aos municípios, diz o deputado. Enquanto isso, Jerônimo trabalhou no sentido de encaminhar recursos que fazem a diferença às administrações para diversos municípios gaúchos, destacando os recursos encaminhados no presente mandato: Saúde, R$ 28.295.199,00; Cidades – R$ 25.150.000,00; Agricultura – R$ 17.261.661,00; Turismo – R$ 7.800.000,00; Esporte – R$ 1.250.000,00; Educação – R$ 450.000,00. Goergen tem destacada atuação em diversas frentes parlamentares, como Aeronautas, Agropecuárias, Indústria de Máquinas e Equipamentos, Química, entre outras. Da mesma forma, tem atuação em inúmeras outras áreas, defendendo com garra e veemência tudo aquilo que diz respeito ao interesse do desenvolvimento, podendo serem citadas as mudanças no Funrural, do setor Leiteiro, do Meio Ambiente (revisão das taxas ambientais), Plano Agrícola, Segurança no Campo, Curso de Agronomia e Administração do IFFar Santo Augusto, Campus Cachoeira do Sul, Curso de Madicina na UNIJUÍ, FGTS na Formação Universitária, Free Shops nas cidades-gêmeas, fim da Farra das Demarcações de Terras de terras indígenas.

Especificamente, aqui para Santo Augusto e região, Jerônimo cita em sua prestação de contas: Instituto Federal Farroupilha (R$ 5,3 milhões em recursos do MEC para a construção de novo campus e biblioteca; Estação Climatológica; atuação junto ao MEC para a conquista dos cursos de Agronomia e Administração; encaminhamento para nos próximos três anos liberação de R$ 10 milhões para o IFFar; manutenção da CNEC que passou a ser CEPAN; articulou a transferência do terreno e do prédio do hospital Bom Pastor que hoje é definitivamente de propriedade do município; depois disso conseguiu R$ 1,9 milhão em emendas para equipar a unidade hospitalar; equipamentos para o setor neonatal; articulou a proposta de renegociação da dívida de R$ 2 milhões junto à Caixa Federal. Quanto a pavimentação asfáltica e sinalização foram várias frentes graças a atuação de Jerônimo, como o acesso ao IFFar, ao Distrito Industrial/Parque do Sindicato Rural/Cotrijuí, Avenida Central. Também, R$ 1 milhão em investimentos na aquisição de patrulhas e equipamentos agrícolas e, investimento na ordem de R$ 200 mil para a APAE.