Alaides Garcia dos Santos

 

Assiduidade quebrada

Sou colunista do jornal O Celeiro desde o dia 24 de maio de 2001, passando por outros jornais no período. Durante todos esses anos, até a edição de 29 de agosto deste ano mantive 100% de assiduidade, ou seja, a coluna esteve inserida em todas as edições durante estes 13 anos e 3 meses. Agora, por problemas de saúde, pela vez primeira, na edição da semana passada, 05 de setembro, os diletos e assíduos leitores não a encontraram ao abrir a página 02 do jornal O Celeiro. Foram muitos os telefonemas perguntando o que houve. Confesso que fico lisonjeado com as manifestações dos leitores, não importando se com elogios, críticas ou sugestões, mas lisonjeado mesmo fiquei ao receber esses telefonemas de leitores sentindo a falta da coluna na edição.

 

Infarto agudo do miocárdio

Foi exatamente esse danado que tentou me dar um pealo às 06h30min de sexta-feira, 29 de agosto. Aliás, na verdade ele me pealou, uma vez que “morri” por alguns segundos. Mas graças à proteção que Deus nos concede a cada momento, e acertadas e rápidas providências caseiras tomadas pela minha esposa e o pronto, competente e peculiar atendimento profissional do Dr. Florisbaldo Polo e equipe plantonista do setor de enfermagem do Hospital Bom Pastor, os primeiros socorros foram eficientes e bem sucedidos. Entre meio às medidas socorristas preliminares, o Dr. Floris manteve contato com o INCOR/HCI informando o diagnóstico e o quadro de emergência. Menos de uma hora depois eu já estava nas mãos dos cardiologistas do Instituto do Coração do Hospital de Caridade de Ijuí submetido à intervenção de angioplastia para desobstrução da artéria coronária e implante de stents.

 

Agradecimento

Sinto-me na obrigação de expressar minha gratidão a todos que me ajudaram no momento mais frágil da minha vida. Inicio pelo médico Dr. Florisbaldo e a equipe do Hospital Bom Pastor; aos cardiologistas Drs. Jéferson Minello Pannebecker, Diego Francisco Ceretta e demais médicos e equipe profissional do INCOR/HCI; profissionais da saúde, de setores administrativos e de serviços do HCI; taxista Jaques; Antoninho (motorista da ambulância); ao Pedro Valmor Marodin que suspendeu compromissos em suas empresas e, pessoalmente, me prestou todo o apoio, inclusive em Ijuí; a minha esposa e a minha filha pelo zelo com que me cuidam; aos que fizeram orações, torceram e torcem pela minha recuperação. Sei que dizer “muito obrigado” é pouco, mas é a forma de que disponho para agradecer a todos. Muito obrigado!

 

Os malefícios do tabagismo

O cigarro foi, por muitos anos, um símbolo de luxo, satisfação e status social. Porém, são muitos os males que o cigarro causa no organismo do usuário, além do que é interessante ressaltar que até as pessoas que convivem com os fumantes (fumantes passivos) podem desenvolver doenças relacionadas ao fumo. O consumo do tabaco causa três grupos de doenças: câncer (gengiva, traqueia, língua, pulmão, próstata, útero e pele), respiratórias (pulmão, bronquite crônica e enfisemas) e cardiovasculares (derrame cerebral, infarto agudo e tromboses venosas), afirmam os especialistas. Portanto, no intuito de colaborar, “desaconselho” o uso do fumo, uma vez que fui fumante por 28 anos e, embora já não fume há mais de 15 anos, sofri infarto agudo do miocárdio em função das sequelas deixadas pelo fumo, disseram os cardiologistas.

 

Nova roupagem e conteúdo

O jornal O Celeiro, desde a edição da semana passada está com nova roupagem (totalmente colorido) e implemento na quantidade e qualidade na produção de conteúdos, inaugurando um novo estágio de sua história na comunidade regional. Pelas manifestações elogiosas e cumprimentos que a equipe de jornalismo e a direção do jornal vêm recebendo por parte dos leitores e assinantes as alterações foram acertadas. Isso muito nos envaidece e estimula, comenta o diretor Pedro Marodin.