O vereador Tito Lívio Najar Porto (MDB) apresentou na sessão ordinária da segunda-feira (25/05), a proposição nº 026/2020 que requer à Administração Municipal, a elaboração de um Projeto de Lei voltado ao anti-nepotismo, ampliando a legislação vigente prevista no regime jurídico de Coronel Bicaco.

Em plenário, ao justificar sua proposta, o edil ressaltou que o objetivo é elevar a moralidade pública combatendo o nepotismo. – Há uma busca incessante neste sentido, não só em Coronel Bicaco, mas em todo o Brasil – pondera o emedebista.

Segundo Tito Lívio Najar Porto, algumas pessoas não têm a mínima condição de preencher um cargo público, porém são contratadas simplesmente pelo fato de terem relação de parentesco com agentes políticos.

– Isso é uma imoralidade, pois muitas nomeações para a função pública não observam critérios técnicos, de racionalidade e meritocracia – lamenta o autor da proposição.

O vereador Lucas Santos da Cruz (PDT) recordou que quando era suplente ingressou com uma ação judicial contra o suposto nepotismo praticado pelo ex-prefeito de Coronel Bicaco. – A ação ainda está tramitando na Justiça e não sei qual será o resultado – disse o pedetista.

Posta em votação, a proposição foi aprovada por unanimidade.