Retrospectiva da coluna

Como se trata das últimas edições desta coluna, vamos fazer uma retrospectiva de alguns tópicos publicados ao longo dos últimos cinco anos.

Bom Pastor pode parar – 06.05.2016

Os hospitais enfrentam no momento a maior crise já vista em todos os tempos. Muitos deles já reduzindo drasticamente os atendimentos, com perspectivas de total fechamento. Entre eles está o Hospital de Caridade de Três Passos, cujo corpo clínico tanto dos atendimentos médicos eletivos, plantonistas da UTI e da emergência pediram suas demissões. No Hospital Bom Pastor de Santo Augusto a situação não é diferente, onde, pela falta de repasses por parte da Secretaria Estadual da Saúde e do SUS, os médicos estão há quatro meses sem nada receber pela prestação do serviço, e os funcionários já estão com praticamente dois meses de atraso em seus salários, além de fatores outros que levam a instituição a mais séria crise de todos os tempos. Movimento liderado pelos próprios médicos culminará com uma assembleia geral nesta sexta-feira entre os profissionais (médicos e funcionários) quando poderá ser deliberado por uma paralisação radical. Em total descaso, o Estado e o SUS não acenam para nenhuma solução.

A importância do hábito de ler – 09.08.2016

Segundo estudiosos, existem três objetivos distintos para compreender a importância do hábito de ler, são eles: ler por prazer, ler para estudar, ler para informar-se. Com cada vez mais informações ao nosso alcance, garantir que possuímos conhecimento suficiente sobre elas é essencial para nos desenvolvermos pessoal e profissionalmente. Com isso, o indivíduo expande sua capacidade de compreensão e se torna capaz de trazer assuntos diferentes às conversas, tornando-o mais criativo. Através dos registros escritos histórias e hábitos diferentes, compreendemos a realidade, o sentido real das ideias, vivências, sonhos. O hábito da leitura pode nos trazer inúmeros benefícios essenciais que por certo contribuirão para nosso desenvolvimento.

Jornal na sala de aula

O trabalho com jornais, além de ampliar o universo dos alunos, ajuda a formar leitores competentes e torna as aulas mais interessantes. Em tempos de interatividade via telefone celular e internet, fazer com que as crianças se interessem pela leitura de jornais não é tarefa das mais fáceis, mas certamente é fundamental para formar leitores habituais e cidadãos bem informados. Para uma criança tomar gosto pelos periódicos, o primeiro passo é acabar com a ideia de que jornal é coisa de “gente grande”. Dentro da gama variada de assuntos abordados, certamente são encontradas notícias locais ou de entretenimento que atraem também os pequenos. É importante fazer os alunos se relacionarem com os jornais como leitores, efetivamente. Pena que nem todos conseguem entender a importância da leitura. O jornal traz um farto material de interesse do leitor em geral e, especificamente, do estudante, colocando-o a par da atualidade, relacionando conteúdos com a realidade. Aliás, o jornal é um aliado extremamente importante para o educador consciente.

Jornal em casa

Todos os pais deveriam usar o jornal para estimular a curiosidade de seus filhos. O físico alemão Einstein já dizia que “a curiosidade vale mais que o conhecimento”, uma vez que o conhecimento só se adquire a partir da pesquisa. Quem não tem curiosidade, não pesquisa; quem não pesquisa, não adquire conhecimento, que está no interior dos livros; se ninguém os ler, lá ficará o conhecimento sem ninguém o adquirir. Se houver a curiosidade, adquirirá o conhecimento; caso contrário, não; por isso a curiosidade é mais importante. Desde pequeninos, os jovens devem aprender a manusear um jornal, sempre entrando em contato com os acontecimentos de sua cidade, de seu país e do mundo. Mas, de nada adianta os pais exigirem a leitura, seja de jornais, de revistas ou de livros, se não derem o exemplo. É importante que os pais também adquiram o hábito da leitura e que estimulem seus filhos a fazer o mesmo.

Mérito do Horácio – 31.03.2017

Em 2015, logo no início dos trabalhos legislativos, o então presidente da Câmara, Horácio Dorneles comprou uma briga danada com seus pares ao determinar limite de gastos com diárias de viagem dos edis. Foram meses de revolta, indignação e xingamentos contra a decisão do presidente. Só que o bom resultado está posto, inclusive no ano seguinte (2016) quando já era outro o presidente, não existia mais o mau hábito da gastança indiscriminada em diárias, tanto é que dos 21 municípios da Região Celeiro, Santo Augusto foi o que gastou menos em diária de vereadores, R$ 6.086,25, segundo o MPC, ou R$ 10.394,00, segundo dados contidos no site oficial da Câmara. Mérito do vereador Horácio. Até porque, segundo dito pelo próprio Horácio, diária para vereador nada mais é do que “engordar salário”. Assim, os cofres públicos deixaram de gastar dezenas de milhares de reais, sem prejuízo algum nem para a Câmara e nem para a população. Aí está a prova de que gastos com diárias de vereadores é desperdício do dinheiro público. Que venham mais atitudes dessas de outros presidentes do legislativo. O povo aplaude.

Restauração da 155 – 16.06.2017

É grande a expectativa da população de Santo Augusto e adjacências, principalmente dos usuários que, ansiosos, esperam o início da restauração da rodovia ERS-155. Na última edição o semanário divulgou amplamente a assinatura da Ordem de Serviço pelo governo do Estado, para início imediato da obra. Nesta terça-feira, o deputado Jerônimo Goergen, sempre empenhado na busca de solução dessa demanda, informou à coluna que as obras de recuperação da rodovia Catuípe/Ijuí, que consta do mesmo contrato, iniciaram na última segunda-feira e, nesta sexta-feira (hoje), as máquinas serão deslocadas para a ERS-155, cujo trabalho será iniciado nesta data e só cessará quando a restauração estiver totalmente concluída.

Ainda há esperança – 23.06.2017

Ultimamente não tenho dedicado espaço da coluna a vereadores, mas, surpreendido por aquilo que achava não mais existir, (o edil com atitudes e características do político verdadeiramente comprometido com a população, coisa rara em nossos dias), não poderia deixar de abordar. É que, bisbilhotando o portal da Câmara de Vereadores de Chiapetta, me deparei com um fato que, sem dúvida, merece destaque. O jovem vereador Gabriel Guilhon Kovalski, estreante no parlamento e na política, em menos de seis meses no exercício legislativo (não sei, mas já deve estar batendo todos os recordes em número de expedientes encaminhados à mesa da Câmara de Vereadores, comparado com igual período ao longo dos anos), já protocolou, segundo dados do portal, 25 (vinte e cinco) Proposições; 06 (seis) Pedidos de Informações e, 03 (três) moções. Li os expedientes e me impressionei positivamente com os assuntos levados à discussão e a forma das abordagens feitas, demonstrando conhecimento e “atitude” na função de vereador, e assim, de estar, efetivamente, representando os anseios da população. Espera-se que o vereador se mantenha nesse ritmo e nessa postura “tão digna, porém, tão rara” entre os políticos que, eleitos, são legitimados como nossos representantes. Já tinha cansado de apostar nos jovens! Mas, ainda há esperança.

Ainda há esperança II – 14.07.2017

Consoante tópico intitulado “AINDA HÁ ESPERANÇA”, em Penúltima Página, de 23 de junho, recebi uma carta do vereador Lucas Lima, de Santo Ângelo, com o seguinte teor: Apraz-me cumprimentá-lo cordialmente, oportunidade em que informo a Vossa Senhoria que no último dia 29 de junho de 2017 visitei a Rádio Ciranda, e o Jornal Celeiro onde fui gentilmente recebido pelo Diretor Comercial deste grupo de comunicação o Senhor Renato Morodin. Hoje lendo a edição do Jornal Celeiro do dia 23 de junho de 2017, que me foi entregue naquela data, na página 31 com importantes matérias abordadas deparei-me com o título “AINDA HÁ ESPERANÇA” e que faz referência ao Vereador Gabriel Guilhon Kovalski da cidade de Chiapetta. A matéria escrita por Vossa Senhoria neste importante Jornal regional (48 anos de existência e abrangência em 12 municípios) na destacada coluna “Penúltima Página”, dá-me alento e força para continuar minha luta por efetivas mudanças de atitudes na política, pois sou jovem e vereador no primeiro mandato a exemplo de meu colega Gabriel.

Expectativa frustrada – 08.09.2017

Anunciado com exclusividade pelo jornal O Celeiro há duas semanas, o Posto Avançado do CRVA entraria em funcionamento em Santo Augusto nos próximos dias. Porém, teve sua instalação suspensa no último dia 31, por decisão liminar da 3ª Vara da Fazenda Pública, atendendo a Mandado de Segurança impetrado pelo Registrador Público Marcos Salomão, do CRVA de Boa Vista do Buricá, que apontou irregularidades no trâmite do processo seletivo. Esse pedido e o consequente deferimento pela justiça, não resta dúvida, frustrou a expectativa de proprietários de veículos de Santo Augusto que já há mais de um ano têm de se deslocar para outros municípios para regularizar documentação veicular, resultando em mais gastos e perda de tempo.