Bandidos levaram dinheiro do Banco do Brasil e dispararam tiros na fuga
Por volta das 14:30h de hoje (24), assaltantes encapuzados desceram de um Pálio Preto atirando com fuzil e armamento calibre 12, contra a Agência do Banco do Brasil de Porto Xavier, arrebentando a porta.
Em poucos minutos os assaltantes levaram o dinheiro e fugiram do local. Eram aproximadamente cinco assaltantes, todos encapuzados. Eles renderam a gerente, o tesoureiro, funcionários e clientes, totalizando cinco pessoas.
Na estrada velha, em direção à Porto Lucena, soltaram os reféns e fugiram com o dinheiro. Ainda não se sabe a quantia. Não houve feridos, apenas danos materiais ao banco e aos veículos que estavam nas proximidades.
Atualizando Informações:
Os assaltantes fugiram em um Pálio preto e numa Sandero vermelha, mas acabaram deixando uma van azul, que possivelmente seria usada na fuga.
O assalto à agência do Banco do Brasil em Porto Xavier causou pânico na população. Testemunhas do fato relatam que os criminosos – pelo menos cinco – chegaram atirando. Uma das pessoas disse ter visto pelo menos dois fuzis, uma espingarda (provavelmente calibre .12) e uma pistola.
Um furgão azul – que foi abandonado em frente à agência – sugere que este tenha sido o veículo utilizado pelos assaltantes para chegar até à cidade. Durante o assalto, eles estouraram uma porta de vidro do banco utilizando, segundo os relatos, uma picareta.
A ação dos bandidos também envolveu um cordão humano de reféns. Marcas de tiro em veículos indicam uma intensa troca de tiros, mas não há confirmação se foi com seguranças do banco ou com a Brigada Militar.
Outro fato relatado pelas testemunhas do assalto é que os indivíduos se mostravam bastante nervosos. Ao fugir, eles abandonaram o furgão e seguiram em dois veículos: um Renault Sandero, cor bordô, e um Fiat Pálio, cor preta. Em cada um dos veículos dois reféns também foram levados.
Mais tarde, em direção à hípica do município, saída para Porto Lucena, eles abandonaram o Pálio, soltaram os reféns, e seguiram no Sandero.
A Brigada Militar, por meio de mobilização de grande efetivo, segue as buscas.
Fonte: Paulo Marques Notícias