O mensaleiro corrupto e quadrilheiro José Dirceu, condenado a mais de anos de cadeia na processo do Mensalão do PT, conseguiu a nomeação de sua namorada, Simone Patrícia Tristão Pereira, para um cargo em comissão no Senado Federal. Ela foi nomeada pelo senador Renan Calheiros. O salário da namorada é de R$ 12.800,00 por mês. Da mesma forma como Lula empregou sua amante, Rosemary Noronha, que depois praticou malfeitorias de vários gêneros na sua condição de chefe do gabinete presidencial em São Paulo, também José Dirceu emprega agora a sua "namorada" no serviço público, assim como já empregou ex-mulher em banco acusado no processo do Mensalão do PT. Com salário de 12 800 reais, horário flexível e pouco ou quase nada para fazer, Simone Patrícia Tristão Pereira ocupa desde agosto o cargo de especialista em marketing de relacionamento no Instituto Legislativo Brasileiro, que pertence ao Senado Federal. Os repórteres Robson Bonin e Adriano Ceolin, da revista Veja, revelam a mamata que foi assinada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, o qual também também já usou dinheiro público para manter ex-amante em vida boa. Interpelado pelos repórteres, Renan Calheiros desconversou: "Vou ver. Não sei se fui eu quem nomeou. Depois eu conto". O chefe direto de Simone Patrícia Tristão Pereira, fotografado ao lado dela, no Senado Federal, foi ainda mais evasivo e cínico: "Nem conheço essa moça". Dizem os jornalistas da revista Veja: "Garantia de estabilidade, altos salários e uma rotina confortável. O serviço público no Brasil é um mundo restrito ao qual só existem duas formas de chegar. A primeira – alternativa da maioria dos brasileiros – requer estudo, sacrifício e dedicação para conseguir uma vaga via concurso público. Já a segunda, aberta a poucos privilegiados, exige apenas ter os amigos certos nos lugares certos. A recepcionista Simone Patrícia Tristão Pereira chegou perto disso justamente por essa segunda via. Dona de competências profissionais desconhecidas, ela conquistou um emprego invejável: desde agosto ocupa o cargo de especialista em marketing de relacionamento no Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), órgão de capacitação do Senado Federal. Com salário de 12 800 reais, horário flexível e pouco ou quase nada para fazer, a moça não precisou se esforçar muito para chegar lá. Bastou acionar as pessoas certas – ou, no caso dela, a pessoa certa: o ex-ministro José Dirceu, réu condenado a dez anos e dez meses de prisão por corrupção ativa e formação de quadrilha no escândalo do mensalão. O casal assumiu meses atrás um namoro que começou há alguns anos. Ainda influente em Brasília, o ex-ministro José Dirceu, condenado por corrupção no escândalo do mensalão, conseguiu nomear Simone Patrícia, sua namorada, para um cargo de assessoria no Congresso. Salário: 12 800 reais". O casal assumiu meses atrás um namoro que começou há alguns anos.