13 de abril de 201453

Dale2D’Alessandro, o motorista da patrola colorada (Foto: Mauro Vieira/Agência RBS)

Por Marcelo Gonzatto

Tanto falam mal da rotina, do cotidiano que não muda ou se altera muito pouco, da repetição do dia a dia. Mas a verdade é que o mais do mesmo tem lá seus encantos.

Superar o Grêmio, por exemplo, tornou-se uma doce rotina para os colorados. Já são oito confrontos invictos. Mas somente os torcedores mais otimistas perceberam que uma patrola estava subindo a Serra em direção ao estádio Centenário neste domingo. Quem, como eu, acreditava em uma partida mais difícil do que no jogo de ida, assistiu a um totó ainda maior que resultou no 4 a 1 e na conquista do Gauchão em Caxias. Segundo Gre-Nal histórico em sequência, após a primeira vitória na casa nova do rival.

Parte dessa supremacia vermelha se deve ao fato de que buscamos sempre o talento, a habilidade de um D’Alessandro, de um Aránguiz, de um Alex – e que jogada, e que golaço foi o quarto da decisão! É mais fácil fazer jogadores desse quilate darem carrinho quando necessário do que esperar uma trivela de Edinho quando útil.

O Inter que levantou o caneco pela quarta vez seguida demonstrou ainda que milhões de cabeças pensam melhor do que uma. É fruto de uma combinação das convicções de Abel com algumas reivindicações antigas da torcida. Abelão apostou, contra boa parte dos torcedores, em Rafael Moura, Willians, Alex. Provou seu acerto. Mas muitos colorados exigiam Ernando em vez de Juan, e a saída de Jorge Henrique. Estavam, também, com a razão.

Agora temos de centrar forças na conquista de um título nacional – que poderia ser a Copa do Brasil, a fim de repetir o feito de 1992 e garantir vaga na próxima Libertadores. Mas o ideal seria o Brasileirão que, além de garantir lugar na competição continental, tem muito mais prestígio e faz tempo demais que não vencemos.

Essa é uma outra rotina, além de sapecar o coirmão, que precisamos recuperar.

P.S: quanto seria no Beira-Rio?

alex2
Alex fez dois gols e teve atuação destacada (Foto: Jefferson Botega/Agência RBS)