Operação Delta cumpre 19 mandados de prisão e 48 de busca e apreensão.

Ao todo, 24 pessoas foram presos e nove jovens, apreendidos.

Do G1 RS

 


 
Policiais fazem buscas durante a Operação Delta (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Policiais fazem buscas durante a Operação Delta (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quarta-feira (6), com apoio da Brigada Militar e da Polícia Rodoviária Federal, uma operação contra o tráfico de drogas e homicídios em Porto Alegre e na Região Metropolitana. Ao todo, 24 pessoas foram presas e outros nove, apreendidos, de acordo com o delegado Alencar Carraro, responsável pela ação denominada Operação Delta.

 

Foram cumpridos 19 mandados de prisão e 48 de busca e apreensão em Eldorado do Sul, Alvorada, Cachoeirinha, Gravataí e Guaíba, além da capital gaúcha. Com 300 policiais, o principal objetivo é desarticular uma quadrilha que deixou Porto Alegre e tentou se fixar em Eldorado do Sul.

"É uma quadrilha extremamente organizada, e tem uma penetração infelizmente muito forte na Região Metropolitana. No inicio do ano, tentaram ingressar em Eldorado do Sul e praticaram quatro homicídios e várias tentativas", disse Carraro ao G1.

Entre os presos está a mulher de um homem de 29 anos suspeito de coordenar crimes de dentro da prisão, e apontado pela polícia como mandante da morte de um homem junto com o filho, de dois meses, ainda neste ano. Ele foi condenado a 57 anos de prisão por vários crimes. Entre eles, a morte de outra criança em Porto Alegre.

Presos durante a Operação Delta em Porto Alegre e na Região Metropolitana (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Presos durante a Operação Delta em Porto Alegre e na Região Metropolitana (Foto: Divulgação/Polícia Civil)