O médico cirurgião Antonio Luiz Macedo, chefe da equipe médica que acompanha Jair Bolsonaro no hospital Albert Einstein, em São Paulo, disse que o presidenciável do PSL deixará o local em “ótimas condições”, mas caberá a ele decidir sua agenda de campanha. “Logo ele se recupera, e ele mesmo decide o que ele vai fazer. Depende apenas se ele estiver se sentindo bem. Veja bem, foi uma tentativa de assassinato. Não foi uma facada de um louco, foi uma facada de um assassino. O cara (o terrorista do PSOL, Adélio Bispo de Oliveira) girou a faca dentro dele”. O médico acrescentou que a viagem de Bolsonaro de São Paulo para sua casa no Rio de Janeiro poderá ser feita sem problemas: “Ele está perfeito. Só teve aquela segunda cirurgia de urgência, mas agora ele está ótimo”.
VideVersus