Bebê foi entregue aos pais ainda na madrugada desta quarta-feira

Atualizada em 25/06/2014 | 07h4525/06/2014 | 02h05

Mulher que levou recém-nascida de hospital é presa em Porto Alegre Carlos Macedo/Agencia RBS

Luciana Soares Brito havia comprado até roupas para o bebêFoto: Carlos Macedo / Agencia RBS

A suspeita de levar uma recém-nascida do Hospital Santa Clara, no Complexo Hospitalar da Santa Casa, em Porto Alegre, na tarde de terça-feira, foi presa na madrugada desta quarta. Ela foi encontrada pouco antes das 2h em uma casa no bairro Lami, na Zona Sul. O bebê foi resgatado e passa bem.



Conforme o delegado Hilton Müller Rodrigues, a polícia chegou até Luciana Soares Brito, 39 anos, por meio de denúncia. Uma pessoa viu as imagens da suspeita na mídia e passou informações sobre a sua localização.

Leia todas as últimas notícias de Zero Hora

Em um primeiro momento, a polícia fez diligências no bairro Glória e localizou a família da mulher. Com a ajuda deles, chegou até a residência no Lami, onde a suposta autora do crime estava com os filhos mais velhos. Nenhum deles sabia do caso.

Na delegacia, Luciana disse que tinha a intenção de ficar com a recém-nascida.

— Eu ia cuidar dela junto com a outra criança que tinha na barriga — relatou balançando os braços como se tivesse um bebê no colo.

Apesar do depoimento, não há confirmação da gravidez da mulher. Com a mulher foram encontradas diversas roupas para a recém-nascida, que ela chamou de Gabrieli.



Logo após ser encontrada, Bárbara foi levada para o encontro da mãe, Viviane Beatriz Casagrande, no hospital.



— Neste momento, o mais importante era entregar a criança. Ainda não ouvimos o depoimento completo da suspeita para saber a motivação — reforçou Rodrigues, da 17ª Delegacia da Polícia Civil.



Bebê foi recebido com lágrimas por familiares e amigos



Depois de passar mais de nove horas longe da família, a pequena Bárbara voltou aos braços dos pais. Cercada de amigos e familiares, o bebê foi recebido com muitas lágrimas.



— Pensei que não ia encontrá-la, mas agora ela nasceu de novo e está aqui conosco — comemorou Viviane.



*Zero Hora