Segundo a polícia, suspeito já tinha sido preso por violência doméstica.

Os três filhos do casal estavam na casa no momento do crime, diz BM.

 

Carla Simon e Marisol SantosDo G1 RS

 


 
Crime aconteceu na manhã deste sábado (5) em Garibaldi, na Serra do Rio Grande do Sul (Foto: Marisol Santos/RBS TV)Crime aconteceu na manhã deste sábado (5) em Garibaldi, na Serra do Rio Grande do Sul (Foto: Henrry Palla/ RBS TV)

Um homem suspeito de matar a esposa e a sogra na manhã deste sábado (5), em Garibaldi, na Serra do Rio Grande do Sul, fugiu após cometer o crime. De acordo com a Brigada Militar, o homem de 40 anos já tinha sido preso por violência doméstica.

Por volta das 6h40 deste sábado, o suspeito entrou na casa em que a mulher morava com a mãe, no bairro Bela Vista 2, e matou as duas a facadas. A mulher, de 34 anos, morreu na hora, e a sogra, de 51 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital.

Ainda segundo a Brigada Militar, os três filhos do casal estavam dentro da casa no momento do crime. De acordo com a polícia, a mulher já tinha prestado queixa contra o homem por violência doméstica e estava morando com a mãe por causa das constantes agressões. Segundo a Polícia Civil, a vítima solicitou medida protetiva para ela e a família em agosto de 2013.

"Ontem de noite ele ligou bêbado para a minha irmã e minha irmã desligou o telefone. Ele veio com a enxada, que tinha ali do lado da casa e invadiu", contou a auxiliar de serviços gerais e irmã de uma das vítimas, Marisa Rodrigues.

Segundo o delegado que investiga o caso, Clóvis Rodrigues de Souza, o suspeito chegou a ficar preso por 10 meses, mas estava em liberdade desde maio. "Quando ele estava solto, ou seja, de maio para cá, não há nenhum novo registro da vítima. Se tivesse havido, muito provavelmente haveria um novo decreto de prisão preventiva. Nós não vamos descansar enquanto ele não for preso", afirmou o delegado.

No total, seis pessoas foram vítimas de homicídio até a manhã deste sábado (5) no Rio Grande do Sul. Um homem foi morto na madrugada em Parobé, no Vale do Paranhana. Segundo a Polícia Civil, a vítima foi assassinada em via pública por disparos de arma de fogo. Outro crime aconteceu em Viamão, na Região Metropolitana, na madrugada. Um homem de 23 anos foi morto com vários tiros por suspeitos vestidos com roupa da Polícia Civil. Ele tinha uma passagem policial. EmAlvorada, na Região Metropolitana, um jovem de 17 anos foi morto por bandidos que invadiram uma casa na rua Hípica. Um homem de 36 anos também foi assassinado em Alvorada. Segundo a polícia, a vítima tinha uma vasta ficha criminal como tráfico de drogas, roubo e posse de drogas.